terça-feira, 27 de outubro de 2009

Beco Sem Saída


O hospital me tira boa parte de todas as horas que tenho, mas nem tenho reclamado, tenho comentado que vivendo no hospital estou em outra dimensão, pois é impressionante o quanto podemos entrar de cabeça em alguma coisa a tal ponto de não sabermos o que esta se passando fora de lá. A rotina faz com que encontramos uma espécie de paz adaptável no meio daquele caos que sentimos falta quando estamos fora dele, sem mais saber lidar com situações mais simples de serem resolvidas fora dele.


Mas nem sempre é rotina, há muitas lições, muitos acontecimentos marcantes, historias intensas felizes ou não, questões levantadas a todo o momento esperando respostas, dilemas a serem confrontados e principalmente problemas a serem resolvidos.


A solução muitas das vezes não está ligado a uma única pessoa, trabalhamos em equipe e ainda contamos com forças interventoras dos céus que nos intercede, pois acredito muito nisso, com fé de que sou apenas instrumento de Deus, tentando fazer o melhor para as pessoas, em todos sentidos, principalmente na profissão e área que escolhi, muito das vezes está fora de nosso alcance mudar o curso de certas historias, assim como certas coisas acontecem mudando totalmente historias que já dávamos como encerradas. O certo é que existem muito mais coisas do que imaginamos por trás de tudo, talvez isso que nos faz ter fé.


A devoção de um Deus é fantástica, devido seus feitos, o quanto pode ser poderoso, como também o qual grande pode ser sua homenagem, pois um Deus que é esperado para um milagre de vida também pode ser homenageado com um sacrifício de morte. Às vezes rezo pedindo que eu seja um instrumento dele para milagres de vida. Mas nem sempre podemos lutar contra algumas historias já escrita, apesar de que a gente ainda queira mudar isso, de uma forma ou de outra. Dai a gente tenta estudar mais e mais, pelo menos pra achar que tentou fazer tudo como se aliviasse a sensação de não ter conseguido mudar a história.



O ruim é quando sabemos de tudo o que podemos fazer para resolver e não conseguimos por em prática por alguma coisa que falta, que não colabora ou nos impede de solucionarmos o problema. Então vemos a hora passar a situação se agravar e o sentimento de incapacidade aumentar sabendo que o fim está próximo. Ás vezes as pessoas rotulam quem trabalha em área medica em pessoas frias ou até sem coração. Acredito que se nos envolvêssemos em todos os casos emocionalmente nós é que iríamos precisar de atendimento todos os dias, logo depois de todos os casos que temos, se mesmo sendo frios nós ainda somos sentidores de tudo que acontece. É quando procuramos Deus a maior parte do tempo, pois as cruzes espalhadas nos apartamentos próximo aos leitos também são para os médicos procurarem abrigo e conforto.


E quando Deus esta no meio de tudo? e parece que ele não é o mesmo? e nem que nos ensinou a mesma coisa... por interpretações diferentes... Esperar a morte porque ele nos prometeu salvação em outra vida? Enquanto essa vida? Fazer a disseminação de sua palavra e bem feitorias para que outra pessoa, principalmente pra que elas tenham vida em devoção, me parece um conceito muito mais interessante.


Que Deus me faça bom juízo para tomar as decisões certas para salvar vidas mesmo que eu me defronte com pessoas tão devotas a ele que prefiram a morte para encontrá-lo do que fazer Deus nascer em outras vidas aqui na terra.


 


 

A mão do amor que faz milagre


 

Os meus versos não tem vida

Mas os amores são milagres

Com você quero que os crie

E em minhas mãos virem milagres


 

Quero mãos para operar milagres

Que descreva a vida

Não só em meus versos

Mas também nos teus cadernos


 

E que os versos vivam

Ainda que mais amores

Que os próprios que vivi


 

E que os tais milagres vivam

Mais eternos que os versos

Que nos teus cadernos escrevi.


 

Texto produzido por:

Marcelo Bonates (Trovador)

1 comentários:

Rê Marques disse...

É simplesmente indescritível o que sentimos ao ler seus textos e poesias. Há uma sensação de familiaridade, de se ver envolvido naquela situação.

Sempre admirei suas palavras e parece que você fica melhor nisso a cada dia!
Acompanhando sempre que possível, sempre que acho algum vestígio por aí, mesmo que escondidinha.

Um grande abraço carinhoso,

Renata Marques